sábado, 24 de abril de 2010

Um pouco de Poesia!!


 Caminho das Águas




A princípio os rios caudalosos ,
São regatos perfumados pela mata
A procura dos vales radiosos,
Onde os sol se torna ouro e a lua prata.



Muitas vezes, no entanto as águas boas,
Infelizes no cumprir a eterna busca
Surpreendidas de forma triste e brusca,
Se perdem nos charcos e lagoas.



Também no nascedouro o coração,
Os sentimentos nascem puros cristalinos,
À procura da sagrada integração,
No estuário dos sonhos mais divinos.

Mas, na trajetória dos nervos igualmente,
Quantas vezes na hora mais fremente
Os ideais que criamos com tanta emoção
Não vão morrer no pantanal da frustração!


Alódio Továr

3 comentários:

  1. Gostei da poesia e da comparação com os sentimentos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Tudo aqui tem beleza de flores, poesia .
    Muito obrigada pela visita, estou retribuindo prazerosamente.
    Que beleza de fotografia do Planeta Terra, todo azulzinho.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Se a memória não está me traindo, faço as seguintes observações:
    Nome da poesia: "Caminho das águas" (não tem artigo "o"), verifique nos originais.
    Na quarta linha, a frase é referente aos rios/regatos: - Onde o sol os torna ouro e a lua prata.
    A nona linha é mais polêmica, mas para não mexer muito: - Também do nascedouro o coração, (o próprio coração é o nascedouro).
    Na penúltima linha faltou o "tanta": - Os ideais que criamos com tanta emoção

    Beijos e abraços,
    Othon José Campos de Sá - Discípulo do Mestre Alódio.

    P.S.: Parabéns a todos, o blog está maravilhoso, alto nível!!!! 10!!!!

    ResponderExcluir

Comente

POSTAGEM EM DESTAQUE

Krishnamurti-Conhecimento com Essência Real