terça-feira, 30 de novembro de 2010

De Que São Feitos os Dias? -Cecília Meireles

De que são feitos os dias?
- De pequenos desejos,
vagarosas saudades,
silenciosas lembranças.
Entre mágoas sombrias,
momentâneos lampejos:
vagas felicidades,
inatuais esperanças.
De loucuras, de crimes,
de pecados, de glórias
- do medo que encadeia
todas essas mudanças.
Dentro deles vivemos,
dentro deles choramos,
em duros desenlaces
e em sinistras alianças

Cecília Meireles

sábado, 27 de novembro de 2010

COISAS QUE A VIDA ENSINA DEPOIS DOS 40-Artur da Távola

Amor não se implora, não se pede não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...

Artur da Távola

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

É PRECISO APRENDER A SER ZEN...A Vida como um Piquenique


TEXTO DO DIA - A VIDA É COMO UM PIQUENIQUE


A vida é como um piquenique em uma tarde de domingo - ela não dura muito tempo. 
Só olhar o sol, sentir o perfume das flores ou respirar o ar puro já é uma alegria. 
Mas se tudo o que fazemos é ficar discutindo onde pôr a toalha, quem vai sentar em que canto, quem vai ficar com o peito ou a coxa do frango..., que desperdício! 
Mais cedo ou mais tarde o tempo fecha, a tarde cai e o piquenique acaba. E tudo o que fizemos foi ficar discutindo e implicando uns com os outros. 
Pense em tudo que se perdeu.
Você pode estar se perguntando: se tudo é impermanente, se nada dura, como pode alguém viver feliz? 
É verdade que não podemos, de fato, agarrar ou nos segurar às coisas, mas podemos usar esse conhecimento para olhar a vida de modo diferente, como uma oportunidade muito breve e rara. 
Se trouxermos à nossa vida a maturidade de saber que tudo é impermanente, vamos ver que nossas experiências serão mais ricas, nossos relacionamentos mais sinceros, e teremos maior apreciação por tudo aquilo que já desfrutamos.
Também seremos mais pacientes. 
Vamos compreender que, por pior que as coisas possam parecer no momento, as circunstâncias infelizes não podem durar. 
Teremos a sensação de que seremos capazes de suportá-las até que passem. 
E com maior paciência seremos mais delicados com as pessoas a nossa volta. 
Não é tão difícil manifestar um gesto amoroso quando nos damos conta de que talvez nunca mais estaremos com a nossa tia-avó. 
Por que não deixá-la feliz? 
Por que não dispor de tempo para ouvir todas aquelas histórias antigas?
Chegar à compreensão da impermanência e ao desejo autêntico de fazer os outros felizes nesta breve oportunidade que temos juntos, constitui o começo da verdadeira prática espiritual. 
É esse tipo de sinceridade que efetivamente catalisa a transformação em nossa mente e em nosso ser.
Não precisamos raspar a cabeça nem usar vestes especiais. 
Não precisamos sair de casa nem dormir em uma cama de pedras. 
A prática espiritual não requer condições austeras - apenas um bom coração e a maturidade de compreender a impermanência. Isso nos fará progredir.

Texto de Chagdud Tulku Rinpoche, em "Portões da Prática Budista

domingo, 14 de novembro de 2010

Maravilhoso Drumond- Desejo de Você.

Desejo a você

Carlos Drummond de Andrade



Desejo a você...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor

Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

POESIA, FAZ A VIDA SER MAIS LEVE!!!

GRATIDÃO


Na doce paz em que me encontro agora,
cheia de amor,cheia de claridade
Eu não mais choro a mocidade
Nem relembro a dor de outrora!

Já não me importa o pátrio chão,
nem o lar que deixei um dia,
Não tenho lágrimas de agonia,
Nem saudades no coração"

Se padeci no meu exílio,
Se a lembrança me atormentou,
Bendito foi o meu martírio,
Porque ao céu me LEVOU
E se sorrio em meio a luz,
Se finalmente DEUS encontrei,
A quem devo,bem o sei
Foi ao mestre JESUS!
(obra mediunica realizada por Alódio Továr em Goiânia em 18-05-58)
Carlos Kaé -psicografado por Alódio Továr)

POSTAGEM EM DESTAQUE

Krishnamurti-Conhecimento com Essência Real